Blog

Estamos sendo COnVIDados a sair do conforto

A ideia de ficar em casa, fazer o isolamento social e restringir a mobilidade do máximo de pessoas possível é para que o pico dos casos de COVID-19 seja suavizado, evitando sobrecarregar o sistema de saúde que precisará dar assistência para os casos mais graves e grupos de risco (idosos e com comorbidades como diabetes, hipertensão e problemas respiratórios).

Dentro dessa realidade, ficar em casa está sendo um desafio e tanto para muitas pessoas. É cansativo, exaustivo, sufocante, tedioso… a energia parece que fica parada, estagnada. Mas também pode ser uma excelente oportunidade para enxergarmos outras coisas.

Estou sendo muito romântica? Talvez. Mas a minha proposta é que você olhe o “fique em casa” de uma outra maneira.


Na minha última sessão com a minha terapeuta, conversamos justamente sobre isso. Sobre como momentos de crise podem trazer a tona um outro lado.


Coloco aqui então alguns pontos para você fazer a sua própria reflexão:


Flexibilidade

Compromissos foram adiados, projetos cancelados e, no meu caso em especial, optei por fazer os atendimentos dos meus pacientes (somente aqueles que já estão em acompanhamento, e não pacientes novos) por chamada de vídeo. Isso significa que, tudo que a gente já estava acostumado, ou estava contando como certo, muito provavelmente não vai acontecer. Chegou a hora de a gente entender que, na verdade, o que a gente planeja, SEMPRE corre o risco de não acontecer. Isso só está mais evidente agora, nesse momento inédito e extraordinário. Ser flexível e entender que podemos nos adaptar é um bom caminho.


Lidar com frustrações

O fato de que o planejado pode não acontecer pode deixar muita gente frustrada. Ok, isso acontece mesmo. A questão é: como você lida com isso? É legal agora a gente exercitar a nossa empatia, por exemplo. Se o que você estava contando não aconteceu, tem um outro lado também, o lado da pessoa que desmarcou, da empresa que mudou seus processos, do comércio que fechou. O que vale mais a pena: ficar p*** da vida ou gastar essa energia para buscar outras alternativas?


Rotina e soluções criativas

Estamos acostumados com uma rotina. Até quem não tem rotina, tem uma rotina. E isso mudou completamente em questão de dias. Por necessidade nesse momento, seria legal se você procurasse soluções criativas para os novos problemas que estão sendo criados. O bom e velho "saia da zona de conforto pra ver o que acontece".

Por exemplo, a equipe do Pé de Feijão está trabalhando 100% remoto. Mas a gente sente saudades uns dos outros (rsrs) e também sentimos falta da interação do dia a dia. Por isso, estabelecemos 2 novas estratégias: ioga todos os dias pela manhã e café virtual duas vezes por dia, perto da hora do almoço e no final da tarde. Quem quiser e puder, entra na "live". E assim vamos nos unindo, nos acolhendo e ajudando uns ao outros a passar por esse momento.

Um dia de prática da nossa ioga virtual :)

Bem, além desses pontos, também vale citar outras ideias:

  • Vá para a cozinha e faça novos experimentos e receitas;

  • Cuide das suas plantas;

  • Leia livros (da sua área e outros também);

  • Comece (ou termine) aquela série que você gosta;

E por aí vai...


Bom, a mensagem que quero deixar aqui é pra você exercitar seu lado criativo, diferente, sua capacidade de ser camaleão e de se reinventar em tempos de crise. Sim, todo mundo tem alguma dessas habilidades.

Espero que a gente saia melhor dessa!


Até a próxima, beijos da nutri, Raquel

Posts em destaque
Arquivo
Redes sociais
  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • Twitter Social Icon