Blog

O que fazer quando você entra mais no app de comida do que na sua própria cozinha?

Pra quem reparou, sim, parei de postar receitas no blog porque, simplesmente, estou em uma fase da vida em que estou cozinhando bem menos. Minha agenda está cheiona de trabalho e outras atividades, e isso faz com que eu “me aproveite” de outras condições, tipo, comer fora e, claro, pedir comida no app.

“Ahh mas VOCÊ, nutri, tem que ser o exemplo de todo mundo.” Tenho mesmo? De verdade, verdadeira, não, não tenho. Eu sou uma pessoa como todo mundo, que tem as suas fases de vida e vão ter fases que as prioridades vão variar.


E, não vou mentir, tenho que ficar constantemente trabalhando o sentimento de culpa dentro de mim: “será que eu não deveria estar me esforçando mais para cozinhar”? E chego à conclusão que não. E que essa fase um dia vai mudar. E vai mudar de novo. E de novo. E tudo bem, vida que segue.


O grande pulo do gato é que, mesmo estando em uma fase em que ir à feiras, cozinhar e fazer minha própria comida não estão sendo minhas prioridades, nunca deixei de estar alerta às melhores escolhas dentro do que posso fazer no momento. E isso não é um esforço, pelo contrário. É natural e é uma maneira de autocuidado. É saber que, mesmo não sendo perfeito, posso continuar cuidando de mim e prestando atenção em como posso fazer o melhor dentro das minhas possibilidades. Vou citar aqui alguns pontos que geralmente eu presto atenção:


- se vou comer fora: sempre procuro restaurantes por kilo ou então pratos feitos que tenham uma combinação + equilibrada (para mim), tipo, arroz e feijão, carne/frango/peixe/ovo e uma salada;

- se vou pedir comida no app: sigo o mesmo raciocínio acima, optando principalmente por aqueles restaurantes que eu já conheço, evitando cair em roubadas;

- quando passo muito tempo fora de casa: invariavelmente na bolsa eu tenho alguma fruta, nuts e, muito importante, uma garrafinha de água;

- se tenho que optar por alimentos industrializados: SEMPRE leio o rótulo! Procuro aqueles que tem o mínimo possível de ingredientes, de preferência nomes conhecidos e embalagens de papel e/ou alumínio (porque a agenda tá cheiona mas a gente não precisa ficar enchendo ainda mais o mundo com plástico);

- e, por último mas não menos gostoso, pegar comida na casa da mamis é SEMPRE uma ótima opção :-)


E um pensamento constante é: está tudo bem. Quando eu conseguir, eu vou cozinhar. E vou conseguir postar mais receitinhas nas redes sociais também...


Espero ter ajudado você que, assim como eu, está na fase do app de comida.

Beijos da nutri, Raquel <3

Posts em destaque
Arquivo
Redes sociais
  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • Twitter Social Icon