Blog

Usando ervas na cozinha

Muita gente gosta de comer preparações que tem aquele toque especial de ervas e temperos naturais. Mas na hora de fazer em casa... por onde começar?

Bem, comprar ervas frescas em feiras e mercados é sempre uma boa ideia. Além disso, quem puder, tenha sempre alguns vasos em casa! Algumas boas opções são: manjericão, hortelã, salsinha, sálvia e cebolinha.

Reuni aqui algumas dicas bem práticas de armazenamento, como usar e combinações pra você dar o primeiro passo! Para mim, as ervas são um super estímulo para cozinhar!


Foto: internet

Como armazenar

Para usar em poucos dias: basta colocar os raminhos em um recipiente com água, deixando submersos os talos. Elas irão durar até 3 dias e é importante trocar a água todos os dias.

Dica: se você deixar as ervas mais tempo na água, provavelmente elas irão começar a criar pequenas raízes nos talos. É assim que fazemos mudas! Experimente plantar na terra e começar a sua própria horta. :-)


Ervas picadas na geladeira: lave as ervas e deixe secar bem. Pique e coloque em potinhos, preferencialmente de vidro. Coloque um papel toalha úmido e guarde por até 3 dias na geladeira. Dessa forma, você ganha tempo na hora de cozinhar, pois as ervas já estarão prontas para usar!


Ervas inteiras na geladeira: manjericão, salsinha, cebolinha e coentro podem ser armazenadas inteiras na geladeira. Após lavar e secar bem, embrulhe os talos em um papel toalha úmido e coloque dentro de um saco plástico, retirando ao máximo o ar e fechando bem. Você também pode colocar, ao invés do saco plástico, em um pote de vidro.


No freezer: as ervas congeladas mantém grande parte do seu sabor, porém, sua aparência muda ligeiramente, ficando mais escura. Por isso, use as ervas congeladas para preparações como caldos, sopas e refogados. Para finalização de pratos, o mais indicado é o uso de ervas mais frescas.


Com azeite: com um processador, misture a erva de sua preferência com azeite, na proporção 1 colher de sopa de azeite para 3 de ervas picadinhas. Coloque a mistura em saquinhos plásticos ou potinhos e congele. Dura até 3 meses.


Com água: pique sua erva favorita e disponha em forminhas de gelo, usando água para completar cada buraquinho. Na hora de usar, é só tirar os cubinhos e colocar na panela. Dessa forma ela dura cerca de 4 a 5 meses.


Pois bem, agora que você já sabe armazenar, listei aqui algumas combinações simples para você começar a usar as ervas no dia-a-dia!

Foto: internet


Alecrim: frango, vegetais assados, sopas, azeite e pão

Sálvia: carne bovina, carne de porco, massas e manteiga

Orégano: saladas, queijos

Salsinha: para finalizar pratos quentes, sopas, molhos e saladas

Louro: feijão, molhos, sopas e caldos

Hortelã: doces, sorvetes, saladas e carne bovina

Cebolinha: para finalizar pratos prontos como saladas, sopas e risotos

Manjericão: saladas, massas, vegetais assados


Preparando um tempero "coringa"

O Buquê garni Tem sua origem na França e nada mais é do que você juntar várias ervas, amarrar com um barbante e colocar para cozinhar junto da sua preparação. Você pode usar alecrim, manjericão, tomilho, sálvia, louro entre outros. Esse método é ideal para pratos que tem o cozimento lento como ensopados, molhos, carne de panela e sopa de legumes. Retire o bouquet ao final do cozimento.

Foto: internet


O uso de ervas na culinária torna a sua refeição muito mais especial! Experimente!


Espero que tenham gostado das dicas! Beijos da nutri, Raquel <3

Posts em destaque
Arquivo
Redes sociais
  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • Twitter Social Icon

Rua Aimberê, 1731 - Perdizes

São Paulo - SP

Tel: 11.98983.4111

© 2018 by WellMove - Movimento Pelo Bem-Estar. Proudly created with Wix.com