Blog

Precisamos falar sobre alimentação sustentável


Sus-ten-ta-bi-li-da-de: palavra grande, 16 letras, 7 sílabas e um baita de um significado por trás.

Hoje em dia é muito comum a gente ler e ouvir esse palavrão aí. Muitas vezes só porque é bonito e está na moda. Sem falar no poderoso argumento de marketing e venda.

Uma embalagem, um empreendimento, uma roupa, tudo isso pode ser sustentável. Muito chique, mas... E aí?

O conceito de sustentabilidade significa, basicamente, interagir com o mundo pensando nas gerações futuras em termos de saúde, bem-estar, recursos naturais, meio-ambiente, e também levando em conta fatores sociais e econômicos.

Para aplicar a sustentabilidade em qualquer coisa você deve respeitar os 3 pilares básicos: economia, sociedade e ambiente que, juntos, devem interagir de forma holística. Este tripé representa os principais pontos para algo sustentar o hoje e o amanhã. Novos pilares estão sendo estudados para serem incluídos nesse raciocínio, como o fator cultural, por exemplo.

Agora, venho propor uma reflexão: vocês já repararam como é difícil encontrar ferramentas para a aplicação desse conceito na nossa alimentação? Ou então, quando essas ferramentas existem, como elas não são divulgadas e/ou não recebem a devida atenção?

Tudo o que você compra, consome e joga "fora" (entre aspas porque o "fora" não existe, tudo continua dentro do nosso planeta de alguma forma) gera um impacto em algum lugar. É muito simples: ação e reação. Mas por aqui, por enquanto, vamos falar somente das nossas escolhas alimentares.

O pensamento sustentável em relação à nossa alimentação ainda é muito novo e cria um reboliço danado nos nossos hábitos, na nossa cultura e no jeito de a gente viver o nosso dia-a-dia. Isso porque foram décadas vivendo de uma forma que, muitas vezes, não sustenta nem o nosso presente.

Como já passamos da hora de prestar atenção nisso, nosso planeta e nossa saúde estão gritando HELP! Estamos em tempo de agir. Veja aqui um começo, algumas dicas bem simples para você começar a aplicar a sustentabilidade na sua alimentação:


  • Coma mais frutas e vegetais = o meio-ambiente e a sua saúde agradecem;

  • Vamos respeitar a sazonalidade = sim, tomate não dá o ano inteiro. Dê preferência para alimentos que estão na safra;

  • Desperdice menos = aprender a aproveitar integralmente e descartar corretamente os alimentos que você consome gera menos resíduos para o planeta e mais economia pra você;

  • Coma menos carne = assim conseguimos amenizar os danos ao meio-ambiente que a produção deste tipo de alimento pode causar;

  • Coma menos comida processada = os produtos industrializados exigem mais dos recursos naturais para sua produção e contém altos níveis de sal, açúcar e gordura, ruins para a nossa saúde;

  • Saiba a procedência do que você come = de onde veio? Como foi produzido? Quem produziu? São perguntas que temos que nos acostumar a fazer.


Tudo vem de algum lugar, e vai para outro lugar (lembrando que o "fora" não existe). E tem um longo caminho aí no meio. Sim, precisamos falar sobre o caminho do seu alimento! Precisamos falar sobre escolhas que tem menos impactos negativos. Precisamos começar a falar sobre como a nossa alimentação pode ser mais sustentável.


E pensando nisso tudo aí, a WellMove está organizando um evento super bacana cheio de gente engajada! Um bate-papo que vai propor uma reflexão sobre as nossas escolhas alimentares e quais os impactos delas no meio-ambiente, na sociedade e na economia. Vem com a gente! Vagas limitadas. :)

Garanta já seu ingresso através do link


Posts em destaque
Arquivo
Redes sociais
  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • Twitter Social Icon

Rua Aimberê, 1731 - Perdizes

São Paulo - SP

Tel: 11.96750.4488

© 2018 by WellMove - Movimento Pelo Bem-Estar. Proudly created with Wix.com